Publicado em 04 de dezembro de 2018 às 14:43

O 20º Grupamento de Bombeiros de Araçatuba comemorou 10 anos de existência e formou a turma 2018 do Programa Bombeiro Mirim, em solenidade realizada no teatro da Unip, na manhã do último sábado, 1º de dezembro.

O prefeito de Araçatuba, Dilador Borges, integrou a mesa de honra do evento, junto ao Major PM Nilton César Zacarias Pereira, comandante do 20º GB, prefeitos da região e autoridades civis e militares.

O evento teve apresentação da banda regimental de música da Polícia Militar e dos alunos que se formaram. No palco, os coordenadores do Programa Bombeiro Mirim, bombeiros J. Miguel e Navarro conduziram exibições de procedimentos aprendidos pelos alunos e apresentações artísticas de música, dança, leitura, poesia e teatro.

Dilador Borges também foi homenageado, durante a solenidade, com o prêmio Amigo do Bombeiro, composto por um certificado e um troféu em forma de machado cromado. “Com muita honra agradeço por fazer parte deste momento solene e por ser agraciado com este prêmio. Parabenizo à corporação pelos 10 anos em Araçatuba e aos alunos e coordenadores pela formatura. Desde o trabalho de cuidar e salvar vidas até o de formar nossos pequenos cidadãos, o nosso muito obrigado!”.

Programa Bombeiro Mirim

Iniciado em 2012, o Projeto Bombeiro Mirim tem como finalidade receber crianças e adolescentes para uma participação de um curso, com duração de 1 ano, na sede do 20º Grupamento de Bombeiros, com o objetivo de passar a 90 crianças e adolescentes inscritos, de 8 a 14 anos de idade, nas manhãs de sábados.

São transmitidos no curso conhecimento básicos de Bombeiros, primeiros socorros, acidentes domésticos, conteúdos de prevenção, educação ambiental, priorizando a sustentabilidade e a valorização do meio ambiente, e educação de trânsito, dando uma noção de como se comportar e respeitando as leis. Também há no curso a dedicação do GB em proporcionar contato das crianças e jovens com arte, cultura, música, história e poesia, com o intuito de resgatar desses contextos algumas referências esquecidas.

Segundo J. Miguel, bombeiro que coordena o projeto, ainda que o projeto Bombeiro Mirim trabalhe sobre conteúdo educacional e processos educativos, também dão importância ao processo social, com aulas e dinâmicas para fortalecimento de vínculos familiares e na comunidade. Na própria sede dos Bombeiros, há espaços dedicados às atividades físicas, cívicas, como pátio, quadra e piscina, bem como cultivo de hortaliças e de hortas medicinais, com técnicas de irrigação e sistema de aproveitamento de água das chuvas.

Além das participações de pais e responsáveis dos alunos, o GB tem apoio de profissionais, de duas faculdades, Unip e UniSalesiano, além da padaria Bandeirante e dos Supermercados Rondon. “Nós Bombeiros, as empresas apoiadoras, os profissionais de Educação Física, Psicologia, Pedagogia, Nutricionista e conselho de mães, que fazem parte do projeto de maneira voluntária, temos um trabalho coletivo, dentro de um objetivo de olhar humanista de tolerância, paciência, motivação, cuidado e amor, ensinando seres humanos, crianças e adolescentes, família e comunidade, a se relacionarem com o diferente, com empatia e dando oportunidade para todos apresentarem suas ideias e opiniões”.

J. Miguel descreve que os alunos que mais se destacam tornam-se monitores, não só dentre os adolescentes, mas também das crianças, que podem participar desde os oito anos de idade até os 14. “Recebemos alunos de variadas instituições educacionais e assistenciais. Há um deles que já é monitor com seus oito anos, que recita poesias de até três minutos e demonstra, além de talento, ótima liderança e disponibilidade com os outros participantes. Há outro aluno, já maior, que venceu limitações e hoje comanda ordem unida e outras atividades de grupo, que ganhou o respeito e reconhecimento dos outros adolescentes através do aprendizado, que batizamos de abraço de amor”.

“O projeto bombeiro mirim não tem fins lucrativos e enfrentamos dificuldades, porém vencer as barreiras torna o projeto ainda mais bonito e gratificante, pois treinamos a construção, desenvolvemos habilidades e criatividades, o que abrange não só a criança e adolescentes, mas também a família e a comunidade. O projeto bombeiro mirim segue as mesmas doutrinas do Corpo de Bombeiro, ou seja, que é lutar pela vida, patrimônio e meio ambiente”, acrescenta o também bombeiro Tentente Oliveira.