Publicado em 04 de junho de 2019 às 09:16

No último domingo (2), aconteceu o 1º Encontro “Águas de Araçatuba”, ato de cunho universal contra preconceito, racismo e intolerância religiosa. O evento ocorreu às 9h na Avenida dos Araçás (em frente à antiga Estação Ferroviária), saindo em uma caminhada rumo à Igreja Matriz, na Praça Rui Barbosa.

A realização foi da Prefeitura Municipal de Araçatuba através das Secretarias Municipais de Participação Cidadã, Meio Ambiente, Cultura, Saúde, Segurança e Mobilidade Urbana, em conjunto com: Associação dos Povos Tradicionais de Terreiro e Matriz Africana; Conselho Municipal de Promoção da Igualdade Racial de Araçatuba; representante das Comunidades Eclesiais de Base (CEB); Igreja Anglicana e representantes da Umbanda, Cadomblé, Ciganos e Espírita.

Houve também show da cantora Roberta Moraes de Bauru; performance de danças das crianças; workshop sobre plantas que são utilizadas em chá, banhos, etc.

Desde o tempo da colônia, as religiões afro-brasileiras não estavam constituídas como religiões, mas sim como práticas e cultos, que até hoje, sofrem discriminações. O evento contou com a representatividade de vários templos, como Araçatuba, Andradina, Avanhandava, Bauru, Barbosa, Birigui, Lins, Jundiaí, Promissão e Penápolis.

De acordo com o Diretor de Afirmação de Direitos da Prefeitura de Araçatuba, Carlos Roberto Guimarães Valêncio, “o intuito é de refletir sobre os caminhos escolhidos pelo movimento afro-religioso para organizar e apresentar sua agenda nesse contexto. É necessário uma análise baseada nos costumes e ensinamentos da religião, a fim de fortalecer, principalmente a Política de Promoção da Igualdade Racial no município de Araçatuba e região”, revela.