O Museu Histórico e Pedagógico Marechal Cândido Rondon passou por um processo de descupinização na manhã desta segunda-feira (17). A descupinização foi feita no forro e em volta do prédio para o controle dos cupins de madeira e subterrâneos que estavam comprometendo sua estrutura. O museu está com as visitações suspensas por tempo indeterminado para que o mesmo possa ser restaurado.

A empresa detetizadora Truly Nolen executou o serviço e explicou que fará uma visita ao imóvel a cada seis meses, como monitoramento do trabalho feito.

A secretária municipal de Cultura Tieza Marques de Oliveira lembrou que acabar com os cupins é uma das prioridades de restauração do prédio. “Tendo sido suspensa a visitação ao museu, por conta dos problemas causados pela negligência à correta manutenção do prédio, era preciso impedir o avanço dos danos. Acabar com os cupins, a nosso ver era prioridade”, explicou a secretária.